Saudade



Venho falar-vos do tempo!
Não do tempo que faz, se chove ou se faz sol....
Venho falar-vos do "momento" e de "outra hora"
Do tempo que se foi...
E daquele que vivemos agora
E de um outro que virá!
Esse que já lá vai; peço a uns, que o esqueçam,
A outros, que o lembrem com saudade,
E outros que como eu… o guardem.
Guardar é a mais bela forma de não perder cada pequeno detalhe.
E de buscar nos confins da memória os bons e os maus momentos.
Esse tempo vou guarda-lo e ama-lo para sempre.
Daquele que vivemos agora, nada direi…
Ele é reflexo do passado e projecção do futuro.
Apenas o quero viver com Paz e Amor.
O outro que virá.
Eu desejo que ele seja o melhor daquilo que é esperado para cada um de nós.
E que ele se torne na melhor recordação de uma “outra hora”….

Comentários

  1. ...que o melhor do teu passado seja o pior do teu futuro...

    ResponderEliminar
  2. Não é que nutra especial admiração pela Inês Pedrosa, mas ela disse-o e eu sinto-me emocional e racionalmente (interessante dualidade...) obrigada a concordar com o seguinte: "A saudade guarda o que ficou por repetir. Não se aprende nada com a experiência. Só o que dói é que se sabe."

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O Pais das Gasosas

Superficial

A Nova Politica